29 de ago de 2011

CAPITÃO AMÉRICA X LANTERNA VERDE


Já faz algum tempo que assisti esse filme, mas eu preferi esperar a estréia do Lanterna Verde para falar sobre ambos ao mesmo tempo, porque os filmes foram mesmo produzidos para se confrontarem nas bilheterias, com estréias próximas. Eu, apesar de gostar muito do Capitão América nos quadrinhos, particularmente não gostei tanto do filme, porque o herói me pareceu fraquinho e muito dependente do esquadrão de humanos normais que o acompanhava nas missões durante a segunda guerra mundial. Fiquei me perguntando como ele capitaneará os Vingadores, possuindo um poder menor que os demais membros da equipe. Só pra ter uma idéia, nos quadrinhos eu já vi o América saltar de um avião em movimento e chegar ao solo já pronto pra treta, mas no filme ele usa paraquedas numa situação similar. Mas confio muito no talento do pessoal da Marvel e sei que criarão algo para aumentar ou otimizar os poderes do América em sua próxima aparição. Fora essa minha observação, o filme é muito divertido, retrata bem o momento histórico da segunda guerra e o projeto dos EUA de criar um esquadrão de super soldados para derrotar Hitler. E o melhor do filme, na minha opinião, é que o roteiro soube dar uma boa explicação para o ufanismo embutido no nome Capitão América e no uniforme com as cores e estrelas da bandeira norte americana, tornando o filme e o herói simpáticos até mesmo para a família Bin Laden.


Confesso que nunca tinha lido uma história sequer do Lanterna Verde, que não é muito popular aqui no Brasil como os outros personagens da DC Comics, Batman e Super Homem. As poucas informações que eu tinha sobre o personagem vieram dos desenhos da Liga da Justiça (antigo Super Amigos) que passavam na televisão. Há rumores, inclusive, de que o filme da Liga está sendo projetado para estrear em 2013. Talvez seja por isso que eu tenha achado esse filme mais divertido que o Capitão América. Não vi sequer um nerd fã falar bem do filme, mas todos viram diversos pontos positivos. Mas o que eu mais gosto em filmes de heróis - que é o inverossímil, o fantástico, o impossível, contado de uma forma pseudo científica e, portanto, digerível - sobra no Lanterna Verde e falta no Capitão América, que, como eu disse, é muito bem adaptado ao momento histórico. Claro que é a minha opinião e o meu gosto, mas tramas que envolvem aspectos fantásticos como poderes cósmicos, tecnologia alienígena, verdades universais são muito mais divertidas e interessantes que heróis limitados ao planeta terra e aos humanos. Se o filme do Lanterna Verde não agradou a todos como me agradou, pelo menos serviu pra divulgar e popularizar o herói aqui no Brasil. Eu já estou procurando alguns quadrinhos para ler no google.
.

Nenhum comentário: