31 de out de 2007

É HOJE ! ! !

Nação tricolor, preparem seus copos, porque hoje é dia de encher a cara. Nós, São Paulinos, logo mais, vamos beber pra lamentar a crise que nos assola. Seremos campeões brasileiros com 04 (quatro) rodadas de antecedência. Pra mim isso é crise, porque dava pra ser campeão com 07 (sete) pelo menos. Por isso mesmo, que hoje eu vou beber 04 (quatro) vezes mais que o normal. E amanhã eu faço um post comemorativo do primeiro pentacampeonato brasileiro da história. Até amanhã.

Vamos São Paulo...Vamos São Paulo...


P.S.: um salve aos porcos e gambás, reles tetracampeões.

16 de out de 2007

FILOSOFANDO

Estava agora há pouco dando uma pequena pausa no trabalho e navegando pela net atrás de algo divertido. Deparei-me com uma frase de Aristóteles que dizia:
"Considero mais valente quem vence os seus desejos do que quem vence seus inimigos, pois a mais árdua vitória é sobre o ego."
Fiquei pensando muito sobre o significado dessa frase e acabei me deparando com outra de um tal de J. S. Mill, que sinceramente eu não faço a mínima idéia de quem seja. A frase dizia assim:
"Aprendi a procurar a felicidade limitando os desejos, em vez de tentar satisfazê-los."
Aí que eu me encafifei de vez, porque eu sempre disse que a felicidade verdadeira está na certeza do querer. E o que se quer com certeza deve ser necessariamente algo que nos expanda o caráter e a personalidade, aprimorando, consequentemente, nossa alma. Mas de algum modo, acho que meu jeito de pensar se encaixa nos pensamentos expostos acima.
Nem sei porque, mas me veio à cabeça uma cena do primeiro filme do Harry Potter, aquele da Pedra Filosofal. A cena mostrava o pequeno bruxo diante de um espelho mágico que mostra a imagem daquilo que mais queremos no mundo. Enquanto ele se esbaldava com a imagem de seus falecidos pais o abraçando e beijando, o mestre diretor da escola de bruxos, Alvo Dumbledore, dizia que o espelho era perigoso e que muitos haviam sucumbido diante dele.
Após sofrer esse magnífico insight, eu cheguei à conclusão que somos os únicos e exclusivos culpados por nosso sofrimento e que nossa grande dor está dentro de nós, manifestada por essa nossa constante insatisfação com o que temos e essa incansável busca de futilidades.
Não ouso falar o que realmente precisamos e o que devemos desejar, até porque eu também estou em busca dessa sabedoria. Mas creio sim que essa verdade, como diversas outras, está dentro de nós só esperando pra ser descoberta e revelada.

11 de out de 2007

FAZ PARTE

É muito inocente quem acredita que a vida seja um mar de rosas e que ninguém está sujeito a uma maré de azar. Eu mesmo já passei por diversas fases ruins e consegui superar todas, sempre extraindo alguma lição importante, que acabou me fazendo uma pessoa melhor e mais experiente. No final, tudo se resume naquela velha máxima de que "o que não te mata acaba te fortalecendo".
Meu time do coração, o São Paulo Futebol Clube, entrou mesmo na má-fase. E por mais que isso me seja desagradável, não posso reclamar. Os são paulinos devem sim é apoiar o time, mostrando o verdadeiro amor à camisa tricolor nesse momento ruim. Podemos caçar e até mesmo achar culpados, mas essa atitude, além de não nos competir, não surtirá qualquer efeito. Afinal, invadir treino e ameaçar jogador é coisa de corinthiano estúpido.
Mas, para massagear o ego dos São Paulinos mais doentes, só faço questão de lembrar que a nossa má-fase se dá com apenas 3 derrotas recentes, o time na liderança absoluta do Brasileiro, nas quartas-de-final da Sul-Americana e com os cofres recheados. A má fase de uns timinhos aí ocorre através de desclassificações humilhantes, endividamente pesado, investigações criminais graves e um severo risco de rebaixamento.
É...não precisa ser um grande pensador pra concluir que o SPFC é o maior e melhor time do Brasil. Essa má-fase vai passar e aí vai ser a hora fazer essa trupe engolir tudo que está dizendo. Mas isso se eles conseguirem se manter na primeira divisão, o que eu acho meio difícil.
P.S.: não esqueçam que mesmo nessa "má-fase", seremos campeões brasileiros.

9 de out de 2007

NADA DEMAIS

Não vejo nada de extraordinário na vitória do Corinthians sobre o São Paulo no último domingo. Não é inveja ou despeito da minha parte não. É que o tal Betão estava completamente livre pra marcar o gol.
Na verdade, a zaga do São Paulo, nas ocasiões de bola aérea, segue o sistema de marcação homem X homem e foi justamente por isso que sofremos o gol.
O "super" técnico Muricy Burro pra Ramalho se esqueceu de um relevante detalhe técnico. Vejam vocês mesmo no youtube quem deveria estar marcando o Betão na hora do gol.

3 de out de 2007

CALOR ABENÇOADO

Eu andava reclamando do calor insuportável que anda fazendo, mas acabei de chegar da rua e vim rapidinho postar só pra agradecer a Deus esse forno que o mundo se tornou.

Bastou uma breve ida ao centro da cidade pra que minha opinião mudasse. Afinal, o mulheril está saindo quase sem roupa pra rua. É barriga, pernas, costas, enfim...tudo à mostra. Isso sem falar dos decotes...um mais escandaloso que o outro.

Nessas horas, o melhor amigo do homem são os óculos escuros. Com eles, é possível analisar minuciosamente a peitaria e a pernaria de qualquer mulher próxima a você, sem qualquer risco de reprimenda.

O lado ruim de tudo isso fica por conta das mulheres de grande porte, que também se trajam de forma sumária e saem felizes pra rua, acreditando piamente que serão examinadas por nós tarados. É o festival da celulite. Mas isso é sem dúvida compensado pelas saias curtíssimas e as regatinhas brancas usadas pelas ninfetinhas calorentas.

Portanto, de agora em diante, não vou mais reclamar das filas de banco, supermercado, etc. Enquanto estiver fazendo esse calor violento, a irritante demora das filas brasileiras se transforma numa prazerosa sessão de vouyerismo.

Mas não se acostumem com essa só de olhar. O negócio mesmo é chegar e abordar, porque só olhar cardápio não mata a fome de ninguém.

2 de out de 2007

RENOVANDO A FROTA

Senhoras e senhores, é com incomensurável prazer que lhes conto a última novidade: Acabei de trocar o Lestat móvel. O que vocês tem com isso? nada, eu sei, mas como o blog é meu, escrevo o que quiser.
Mas o fato é que estou muito satisfeito com a mudança e quero compartilhar minha alegria com vocês. O antigo Lestat móvel já não era mais o mesmo de outrora. Estava todo capenga e judiado, vítima das minhas peripécias alcoólicas.
Confesso que foi meio triste deixá-lo na concessionária. Fiquei olhando pra ele e imaginando que tudo poderia ser diferente, que eu poderia ter cuidado e gostado mais dele. Mas no fim das contas, era só um carro e foi bem rápido encontrar um melhor, um que se adapta perfeitamente às minhas necessidades e aspirações.
Agora sim, de frota e ânimo renovados, fica tudo mais fácil. Dessa vez eu não vou vacilar. Desse eu vou cuidar e me dedicar. Manterei ele limpinho e cheirosinho. Já até planejo um investimento severo em equipamentos de som. Nada que sirva pra ambientalizar uma rave, mas com certeza pra animar ao menos um churrasquinho básico.
É isso aí então. Vamos pra frente, porque atrás vem gente.