19 de abr de 2012

NOITADA PRODUTIVA

Foto meramente ilustrativa da gatinha presente
É meia noite, estou numa festa de ap com um amigo e duas garotas, uma gatinha e uma gordelícia. A gatinha já está esquematizada com seu amigo e eu, que nem pensava em comer alguém, acabo sendo surpreendido com flertes do tamborzinho ali presente. Situação normal, pelo menos pra mim, que vivo por aí nas noitadas, em situações como essa.  Mas o amigo está devagar demais, dando mais importância para o sarau que estava rolando do que para a gatíssima que só faltava pular no colo dele. Eu, vendo tudo aquilo acontecer e tentando me concentrar para não fazer ou falar merda, acabo recebendo e aceitando um convite da adiposa para ver uns vídeos no computador do quarto. Aliás, é importante esclarecer que a gordelícia era uma garota realmente interessante, bonita, bem vestida e inteligente. Os vídeos até rolaram na tela do computador, mas eu não vi um sequer. Foi entrar no quarto e o rala e rola já teve início, com performance cinematográfica desse que vos fala. Esse aspecto merece um adendo, pois gordelícias sempre proporcionam performances memoráveis.
Finalizado meu assunto, voltamos à sala onde havíamos deixado meu amigo e a gostosa, quando percebi que nada havia acontecido. A cena era exatamente a mesma de uma hora antes, ou seja, meu amigo enrolando um cigarrinho de palha, daqueles normalmente consumidos por caipiras que têm glaucoma, e a gatinha tomando uma cerveja com cara de impaciente.
Aí que a situação ficou interessante, porque a minha memorável performance foi relatada à gatinha, que na hora percebeu que o melhor caminho para o orgasmo passava longe do meu amigo e, assim sendo, passou a flertar também comigo. Ela já estava trêbada e, portanto, aberta a várias possibilidades, diga-se de passagem.
É isso mesmo galera...após ter finalizado a gordelícia com honras, fui brindado com pedradas da gostosa. Tive a impressão que conseguiria algo mais interessante se meu amigo não estivesse ali, mas não quis prolongar o assunto e bati em retirada o quanto antes, na certeza de que tudo se resolveria entre meu amigo e ela.
Hoje, após acordar de ressaca, encontro a gostosa no chat do facebook e recebo duas notícias: 1ª - nada aconteceu com meu amigo, que ficou só ouvindo reagge sem tomar qualquer atitude até o dia amanhecer; 2ª - estou convidado para o próximo sarau, desde que vá sozinho.

Quando será esse próximo sarau? acompanhem o blog e descubram.

16 de abr de 2012

SOBRE O CASO OSCAR


Todo mundo já sabe que o otário do Oscar foi vítima da organização liderada por Kia Joorabchian, o mafioso que a gambazada fez o favor de introduzir no futebol brasileiro. Comparsa do Kia, o agente de atletas Giuliano Bertolucci foi escorraçado do São Paulo por estar aliciando jogadores da base são paulina com essa conversa mole em que o Oscar caiu. O atacante Henrique, melhor jogador do último mundial sub-20, quase caiu no mesmo engodo.
As consequências jurídicas do imbróglio, estão bem descritas no Blog do Navarro, sendo certo e inevitável que tanto Oscar, quanto o Internacional/RS e o tal agente Giuliano Bertolucci receberão punições exemplares da FIFA.
O São Paulo não quer esse jogador de volta, só quer o dinheiro da rescisão contratual. Mas como há direito constitucional (o de trabalhar) envolvido, o discurso do Juvenal Juvêncio de que não abre mão do atleta tem o condão de rebater eventual alegação de atentado.
Parece-me óbvio que a questão será resolvido em perdas e danos, com a cobrança dos valores relativos à rescisão contratual, que serão arbitrados judicialmente. O blá blá blá da imprensa só serve pra dar alarde e ganhar espaço nas mídias com uma questão que aguarda solução judicial.
Mas o aspecto mais importante do caso está na não abertura de um precedente perigoso para o futebol brasileiro, pelo qual muitas categorias de base poderiam ser abandonadas pelos atletas formados sem a compensação financeira merecida. Eis o legado que Juvenal Juvêncio quer deixar ao futebol brasileiro antes de largar o osso finalizar sua administração.

8 de abr de 2012

DÉJÀ VU




Ribeirão Preto, SP, 07 (AFI) – O esperado rebaixamento do Comercial no Campeonato Paulista Chevrolet se confirmou, na noite deste domingo. Antes de se despedir, porém, o time alvinegro levou consigo o Guaratinguetá, ao batê-lo, por 2 a 1, no Estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, pela penúltima rodada da competição. (...)
Por outro lado, o Comercial põe um fim às suspeitas de que poderia entregar o jogo para o Guará, a fim de prejudicar o rival Botafogo. Apesar da vitória, o Leão segue na lanterna, com 11 pontos, e volta à Série A2 um ano após conquistar o acesso. Sua despedida será contra o Palmeiras, domingo que vem, no Pacaembu.

COMENTÁRIO SAUDOSISTA DO BLOG: lembrei daquele São Paulo 2 X 1 Juventus, pelo Paulistão 2004, quando o Grafite fez dois gols e livrou a gambazada do rebaixamento. Ética tricolor ou mala branca? Pra mim tanto faz. Depois disso, fico até com vergonha alheia quando vejo algum corinthiano falando mal do São Paulo. É muita falta de noção...Relembremos, para nooossa alegria...