28 de jan de 2008

VOCÊ SABE QUE BEBEU DEMAIS QUANDO:

1) acorda as 14:30 ainda bêbado;

2) há lama (muita) nos bancos do seu carro;

3) acha uma multa de trânsito no chão do seu carro;

4) descobre que ligou pra todas as ex-namoradas as 06:00 da manhã;

5) leva um amigo ao hospital e dorme no banco de espera;

6) um domingo inteiro de descanso não é suficiente pra curar a ressaca;

7) assiste na cama um clássico São Paulo X Corinthians.

23 de jan de 2008

NÍVER DO SUIL

Aí galera, hoje é aniversário do Suil, nosso ilustre colega aqui do blog. Desejemos, então, um feliz aniversário e muita saúde a Suil Rinheque, o polêmico.
Amamos você Suil, grande amigo.

21 de jan de 2008

AURORA

Ali, no meio do barro, do lamaçal causado pela chuva de sábado. Ali, no show do Grupo Tradição, em meio à tigrada que sempre aparece. Foi ali...
Fui quase que obrigado ao evento, apesar de gostar muito do Grupo Tradição. - "Não quero ir, mas pelo menos vou beber pra caramba", conformei-me com a desconfortável situação.
O show estava uma caca, repleto de gente feia, com um som baixo e abafado. A tradicional farra que é a Micareta Sertaneja do Tradição dessa vez não foi lá tão animada, porque a chuva espantou grande parte do público. E, pra completar a história, eu bebi tanto que até perdi meu rico dinheirinho, sendo obrigado a assistir o show inteirinho sem dar sequer um gole.
Mas a minha sobriedade acidental foi recompensada e, tal qual Paul McCartney, que encontrou Flowers in the Dirt e renasceu, eu a encontrei ali naquela lama e mais uma vez me embrionei.
A partir de hoje, vou chamá-la de Aurora, nome verdadeiro da Tempestade dos X-Men, por conta das semelhanças físicas. Mas também quero crer que pode ter sido ela a responsável pelo clima chuvoso do nosso encontro, só pra tudo ser diferente e especial. E foi...

18 de jan de 2008

PRIMEIRO ENCONTRO

H - Eu sou do tipo conservador, penso em casamento, filhos, etc...
M - Eu sou mais moderna...não abro mão do meu espaço e não quero nem pensar em relacionamento sério...
H - Nossa, pelo que vejo, você é bem diferente de mim. (me dei bem...sexo sem compromisso.)
M - É... somos muito diferentes, pelo visto. (oba! compromisso).
H e M - GARÇOM, CHAMPAGNE POR FAVOR...

16 de jan de 2008

...

Vocês já tentaram agarrar algo com muita vontade e no fim acabaram empurrando pra mais longe?
Até quando eu vou ser vítima da minha própria afobação, hein?
Vampiro que se preze tem que ser paciente, eis que imortal.
Ainda bem que hoje começa o Campeonato Paulista. Eu já estava cansado de ocupar minha cabeça e meu coração com coisas sem importância. Agora, só quero saber do São Paulo Futebol Clube, amor eterno e correspondido.

15 de jan de 2008

PASCOAL FUTEBOL CLUBE

Os futemaniacos que acessam esse humilde blog vão adorar as elocubrações cerebrinas da foca. Um canhotinho malandro, cheio de marra, mas sempre titular na minha várzea. Esse novo blog vai diminuir a distância (e a saudade) entre nós. Os que não tiveram o prazer de conhecê-lo podem agora se deleitar com sua verve futebolística.
Então, não percam tempo e acessem o PASCOAL FUTEBOL CLUBE.

14 de jan de 2008

EU RECOMENDO

Faz tempo que eu não comento filmes aqui no blog. Realmente, depois que assisti "Tropa de Elite", meu senso crítico ficou meio turvado e eu perdi o interesse em qualquer outro título.
Mas não há desinteresse quando se tem Selton Mello estrelando algo. "Meu nome não é Johnny" é fantástico. O filme fala sobre drogas, dependência e também mostra como é fácil, rentável e perigoso entrar para o mundo do tráfico. Não vou falar mais nada porque não quero ser estraga prazeres.
Recomendo a todos, mas já deixo avisado que, inevitavelmente, lágrimas correrão dos olhos de quem é ou já foi dependente de algum tipo de droga. Portanto, quem preza por discrição deve esperar pelo DVD e assisti-lo em casa.

9 de jan de 2008

BOLA PRA FRENTE

Era uma vez um jogador de futebol muito talentoso e inteligente. Ele era São Paulino de coração e, para sua felicidade, jogou no time do Morumbi durante um longo período. Lá ele era feliz e seu talento era reconhecido. Suas qualidades eram exaltadas e ele não media esforços para fazer seu time estar sempre bem e conquistando títulos. Ele realmente não tinha do que reclamar, pois, no São Paulo, todos seus esforços eram celebrados e recompensados.

Ocorre que depois de tanto tempo, a relação Clube X Jogador acabou desgastada. Mesmo ele jogando bem e amando o escudo tricolor, seu contrato acabou sendo rescindido.

Durante algum tempo, ele ficou sem clube, desiludido com o futebol. Chegou até a pensar em encerrar sua carreira, o que felizmente não aconteceu, porque ele ainda tinha muito futebol pra mostrar e haviam vários clubes interessados no seu talento.

Justamente nesse momento, ele recebeu uma proposta do Santos, outro clube grande, tal qual seu clube do coração. O Santos estava com projetos ousados, investindo em capacitação e com uma estrutura aparentemente similar à do São Paulo. Ele pesou, refletiu muito e acabou assinando com o time da Vila. E lá foi ele, jogar na Vila Belmiro. Ele estava agora jogando no Santos, um clube tradicional, de qualificações admiráveis. "Não preciso mais do São Paulo. Minha vida é aqui no Santos", pensou ele durante algum tempo.

Ocorre que, logo após seus primeiros jogos no Santos, o Corinthians passou a sondá-lo, manifestando interesse no seu bom futebol. Então, na surdina, o Coringão passou a assediá-lo, com a promessa de um contrato extraordinário e vitalício.

O jogador, há tempos, já havia feito testes no Parque São Jorge e não tinha sido aprovado. Essa era a chance dele mostrar que podia jogar no Timão, que tinha tarimba pra encarar todas as cobranças da Fiel torcida e, acima de tudo, que tinha qualidade o suficiente pra superar a conhecida falta de estrutura do Timão. O contrato vitalício foi o detalhe que faltava para formar sua convicção. Ele pesou, refletiu muito e acabou se transferindo para o Corinthians, deixando o Santos a ver navios. Ficou com uma pontinha de remorço, mas jogar no Corinthians era um sonho antigo, que ele precisava realizar. Algo como um desafio pessoal.

E foi ele para o Parque São Jorge, feliz da vida com seu contrato vitalício. Entretanto, mal começaram os treinamentos e o Corinthians começou a pisar na bola. Mesmo ele jogando muito bem, os salários sempre atrasavam, a torcida criticava demais sua conduta intelectual e liberal. Ele não se adequou ao estilo de vida Corinthiano. Ele era disciplinado, dedicado e honesto. O Corinthians era mal administrado e estava envolvido em escândalos de corrupção e lavagem de dinheiro, o que batia de frente com seu impecável caráter.

Nesse momento, começou a sentir saudades dos clubes sérios pelos quais havia jogado. Foi quando o São Paulo Futebol Clube retornou aos seus pensamentos, mesmo porque o time do Morumbi nunca havia saído do seu coração. Ele até pensou no Santos, que também era manifestamente melhor que o Corinthians, mas como seu coração era São Paulino, ele decidiu que só deixaria o Parque São Jorge para voltar ao Morumbi ou para encerrar sua carreira.

Por conta de tudo isso, ele acabou desanimando e não conseguiu mais jogar o futebol vistoso de outrora. Já que suas jogadas diferenciadas não eram valorizadas, passou a fazer somente o arroz com feijão, apenas aguardando que a diretoria o liberasse pra negociar com outro clube. E foi o que acabou acontecendo. Num belo dia, seu contrato foi rescindido e ele foi liberado para negociar com outro clube. Por ser um vencedor inveterado, não admitiu sair pela porta dos fundos e até tentou uma reconciliação, o que não aconteceu. Era óbvio. Se ele já não agradava jogando bem, era impossível continuar no timão jogando mal como estava.

Depois disso, ele decidiu ficar um tempo afastado dos gramados, pois havia colhido muita mágoa e desilusão desde sua saída do São Paulo. Passou então a treinar sozinho, com muito suor e dedicação, sempre pensando em estar preparado para uma proposta do seu time de coração. Entretanto, o time do Morumbi estava em grande fase, com um bom elenco e um banco de reservas no mesmo nível. Ninguém tinha um futebol comparável ao seu, mas como o time estava papando vários títulos, a diretoria tricolor preferiu não alterar uma equipe que estava ganhando.

Mas o destino prega peças e, como sua passagem pelo São Paulo havia sido fantástica, a diretoria tricolor ainda o queria e precisava do seu talento. Foi quando, de repente, mais que repente, ele recebeu uma proposta para retornar ao Morumbi. Curiosamente, o Santos apareceu na jogada com uma proposta muito boa. O Corinthians também, ao perceber que o jogador estava novamente em forma, motivado e em ponto de bala, voltou a sondá-lo, ainda que extra-oficialmente.

O final dessa história eu ainda não sei, mas talvez esse jogador decida ir jogar na Europa, porque depois de tantas experiências, ele já se considera num nível superior aos times brasileiros em que jogou. Tem pensado no Real Madrid...

8 de jan de 2008

PROMOTOR JUSTICEIRO

O Promotor de Justiça, Dr. Pedro Baracat Guimarães Pereira, estava dando um rolezinho básico com sua garota pela Avenida Republica do Líbano (perto do Ibirapuera) quando surgiu o motoqueiro Firmino Barbosa e tentou roubar seu relógio, simulando estar armado. O valente Promotor imediatamente sacou uma pistola e meteu dez balas no assaltante, o que acabou causando sua morte.
Ontem mesmo vi na TV alguns familiares do motoqueiro afirmando que ele não era criminoso e que tudo foi um mal entendido. Acontece que foram encontrados cinco relógios e documentos de terceiros em poder do defunto. O cara era relojoeiro, então?!?!?!
Pior ainda, depois que a TV divulgou a foto do bandido, apareceram os donos dos relógios encontrados. Há indícios também de que o motoqueiro integrava uma quadrilha especializada em roubar relógios rolex. E a família ainda vem dizer que foi tudo um mal entendido...
Na minha opinião o Promotor já estava entregando o relógio ao assaltante, quando sua garota disse: Caveira, meu Promotor. Senta o dedo nessa porra!!!

3 de jan de 2008

ABERTURA DE ANO

Nada melhor que uma piadinha e uma expressão de duplo sentido pra iniciar 2008 com o pé direito e com muito bom humor.
Não estou com muito tempo pra escrever, mas só gostaria de desejar a todos os frequentadores desse blog muita paz e equilibrio nesse ano que se inicia. Tenho certeza que 2008 será um bom ano para todo mundo. Oxalá!!!
E não se esqueçam que nesse ano o carnaval chega mais cedo. Já estou entrando no clima. Graças a Deus, irei novamente ao encontro do mar.
Abraços a todos e feliz 2008.