30 de nov de 2007

Gauchada unida por justiça.

Eu acabei de ler no lancenet e também no blog do Pedro Henrique Bueno, o segundo maior São Paulino do mundo.
A missão de fim de ano é atolar os gambás no estrume da segundona. E os responsáveis pelo sucesso dessa missão são os dois grandes de Porto Alegre/RS. É isso mesmo, Internacional e Grêmio, depois de anos e anos de rivalidade, unir-se-ão para um fim comum: jogar o Corinthians na segunda divisão do futebol brasileiro.
Tenho certeza que não há no Brasil inteiro, dois times mais qualificados para o mister.
O Grêmio, forte e honrado combatente, com chances ainda que remotas de se classificar para a Libertadores/2008, precisa apenas de uma vitória sobre os gambás, o que, diga-se de passagem, não será nada difícil, pois o Olímpico estará lotado e a equipe atual do Corinthians não passa de um bando de bêbados comandados do banco por um ex-jogador em atividade.
O Internacional, então, nem se fale. A parte dele na missão é a mais fácil. É só fazer um amistoso contra o Goiás lá no Serra Dourada e levar um time misto. Tenho certeza que Fernandão, Clemer, Edinho, Elder Granja e cia, não fazem a mínima questão de ganhar esse último jogo do ano, no qual o Inter não tem mesmo qualquer objetivo. É a hora de retribuir a palhaçada que foi o Campeonato Brasileiro de 2005, que foi descaradamente roubado do Colorado.
Pois é, gauchada (eu sei que vocês lêem meu blog), quis o destino que fossem vocês os responsáveis por lavar a honra de todos os brasileiros, que até hoje não engoliram aquele circo de horrores que foi o Brasileirão/2005. É hora de fazer justiça com as próprias mãos.
Domingo, dia 02/12/2007, é o dia "D".

22 de nov de 2007

ELE É O CARA

Nem Afonso, nem Robinho, nem Vágner Love. Acho que agora o Sr. Carlos Caetano Bledorn Verri, o Dunga, aprendeu que, quando precisar de competência, talento e seriedade, deve sempre procurar um São Paulino.


Esse tem berço.

19 de nov de 2007

O QUE É BOM

Bom é acordar de madrugada com um friozinho e ver que ela me roubou o cobertor. Ela ganha um beijo dormindo, eu me esquento na conchinha e volto pro sono.
Bom é contar os minutos do meu dia, porque não me aguento de saudade e vontade de tê-la de novo comigo, fazendo piada e jogando conversa fora.
Bom é poder ouvir uma música no rádio, sabendo que ela tem o mesmo gosto e vai aumentar o volume pra gente curtir junto.
Bom é saber que aquele filmaço vai estrear no cinema e ela vai se animar tanto quanto eu pra assisti-lo o mais rápido possível.
Bom é vê-la rindo das minhas gracinhas, ainda que sejam sem graça, só pra preservar a nossa paz.
Bom é estar ao lado dela pra tudo e ter a certeza que a recíproca é verdadeira.
Enfim, quando se está amando, tudo é bom.

14 de nov de 2007

A inteligência a serviço da humanidade

Alguém já ouviu falar de estrada musical? Pode parecer um absurdo - e pra mim, é mesmo - mas um grupo de cientistas japoneses criou um estrada que toca notas musicais quando os carros passam por ela.
Nem imagino quem foi o japonês "desocupado" que inventou essa cretinice, mas o negócio funciona da seguinte maneira: São colocadas na estrada diversas ranhuras (pequenos sulcos), em intervalos calculados de distância, para que o atrito causado pelos veículos ao passar por elas gerem a sonoridade esperada. Obviamente, a velocidade dos veículos determinará o tempo musical.
Agora, alguém, pelo amor de Deus, explique-me apenas uma coisa:
Se eu moro no Japão e tenho à minha disposição os melhores e mais baratos equipamentos de som para automóveis, por qual motivo eu prestaria atenção no barulhinho idiota que os buraquinhos da estrada fazem quando eu passo com meu carro?
Só falta agora os japoneses começarem a bater os carros por ficarem prestando atenção na "música de alta qualidade" produzida pelas estradas.
Vejam mais em:

5 de nov de 2007

É (PENTA) CAMPEÃO ! ! !

Qual o maior esporte do mundo??? Qual país é o maior ícone desse esporte no planeta??? Agora a última pergunta:
QUAL O MELHOR TIME DESSE PAÍS???

Parabéns, São Paulo Futebol Clube, o primeiro e legítimo pentacampeão brasileiro da história. Superior por natureza.