4 de dez de 2007

O meu presente

Talvez ninguém considere tão importante quanto eu o ato de presentear.
Pra muita gente é simples. É só descobrir algo que a pessoa presenteada está precisando ou algo que ela goste muito. Assim, o $$$ investido vai gerar o sorriso e a satisfação esperada.
Podem me achar complicado ou esquisito, mas, pra mim, dar um presente é gravar ainda que levemente a pessoa presenteada com a sua personalidade. É doar um pouco de você pra alguém. Ao mesmo tempo, é um dos modos mais singelos e carinhosos de você dizer o que acha da pessoa presenteada.
Ao presentear alguém, você pode, mesmo sem querer, estar elogiando, criticando, motivando, desmotivando, inspirando, convidando, explicando, etc.
Todo ano, nessa época, eu enfrento esse dilema e admito que sempre cedo às pressões capitalistas e acabo dando presentes necessários e óbvios, por temer uma crítica quanto a algum presente sem valor financeiro significativo.
O presente que eu gostaria de receber? nada que eu esteja precisando ou que eu declaradamente goste...quero apenas algo que julguem ser importante pra mim.

Um comentário:

Alfredo disse...

"O presente que eu gostaria de receber? nada que eu esteja precisando ou que eu declaradamente goste...quero apenas algo que julguem ser importante pra mim."

Um pintão de borracha, seu tricobicha!!!