28 de dez de 2007

FECHANDO A CONTA E PASSANDO A RÉGUA

Pessoal, esse é o último post do ano. Fazendo um balanço bem rápido e simplista, conclui que terminei 2007 no azul. É verdade que engoli muita merda durante muito tempo, mas no fim das contas, acabei saindo beneficiado, porque me livrei de muita dor de cabeça em potencial. Já me disseram uma vez que perder às vezes é ganhar. Por mais que discorde dessa frase, não posso negar que algumas "derrotas" que sofri acabaram se revelando grandes vitórias.
Na questão futebol, meu ano foi glorioso. O São Paulo Futebol Clube teve um início de ano promissor, mas acabou sucumbindo nos torneios do primeiro semestre. A glória veio no fim do ano com o bi-brasileiro e manutenção da condição de melhor time do Brasil.
No aspecto profissional também foi tudo de bom. Consegui expandir minha clientela, aumentar meus ganhos, troquei de carro e mudei a sede do meu escritório para um local melhor.
Da minha saúde eu realmente não tenho o que reclamar, porque usei e abusei do meu lindo corpinho nas inúmeras gandaias do ano e não sofri nenhum efeito colateral drástico. Muito pelo contrário, graças a alguns cuidados que passei a ter com meu corpo no ultimo mês, estou atualmente em ponto de bala, esbelto e disposto.
Na família, também foi tudo bem. Mamãe, Papai e irmã vão muito bem, obrigado. Além disso, partindo do príncipio de que amigos são a família que Deus nos permitiu escolher, alegro-me muito pelo nascimento do filho de um grande amigo. O moleque nasceu saudável e muito bonitinho. Desejemos, então, parabéns ao Sr. Milho (apelido do papai novato), pelo nascimento de seu bebê.
E como nada é perfeito, no campo amoroso foi só desastre. Tentei, tentei, tentei e não consegui um namoro firme e seguro. Realmente, ainda não conheci uma mulher capaz de me dar tudo que preciso. Mas quem disse que a vida é fácil? É o preço (alto) da genialidade. Só fico me perguntando se o problema sou eu ou se é elas. Obviamente, jogo a culpa toda nelas, porque duvido que agora alguma delas venha cobrar satisfação de mim...rs. Pra mim, 2008 vai ser o ano da solteirice. Não pra cair na putaria, mas sim pra me abastecer de amor próprio, auto estima e auto conhecimento.
No mais, agora que estou de férias, planejo uma viagem para o Litoral Norte Paulista, onde pretendo encontrar novos ares e novas experiências. As bençãos de Iemanjá hão de me ajudar a não trazer para 2008 alguns probleminhas que me incomodaram em 2007.
Agora vou embora. Desejo um feliz 2008 pra todos os desocupados que entram aqui diariamente e ajudam a manter a minha sanidade mental.
P.S: Em tudo dai graças. Não esqueçam nunca disso, seus desorientados.

2 comentários:

Sascoalp disse...

" Mas quem disse que a vida é fácil?" - Vc não consegue esquecer o Nascimneto.

Michelle disse...

bom se vc acha q a culpa é delas...já vi q vc é o culpado. Pq ainda nao sabe q um casal não 2 em numeros...
Não há culpados ou inocentes...em cada um há um.