28 de jul de 2008

CADA UM COM SEU CADA QUAL

Uma reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal La Nación afirma que os países do Mercosul perceberam como "traição" o apoio brasileiro à proposta de liberalização comercial apresentada pelo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, em negociações em Genebra.
Argentina e Brasil discordam sobre a flexibilidade que permite aos países em desenvolvimento proteger percentagens limitadas de seus setores considerados mais sensíveis contra o impacto de uma redução das tarifas de importação. As propostas teriam partido de 12% e chegado a 14% - taxa aceita pelo Brasil. A Argentina, no entanto, considera o número insuficiente e defende uma taxa de 16% .
COMENTÁRIO DO BLOG:
Se alguém tem que se fuder pra que nosso país seja grande, melhor que seja a Argentina. Ou algum inocente aí acha que eles, em situação inversa, pensariam no Brasil?

Um comentário:

Mariana Cavalcanti disse...

Situação bem mais complexa...
Um conflito neoliberal contra certos caudilhismos do Mercosul.

Naturalmente, ninguém tem razão. rs


Abraços!

Milady