21 de mar de 2007

ABRAÇO POR TRÁS

Ontem estava eu assistindo ao programa do Otávio Mesquita na TV, obviamente só pra ver a gostosíssima da Barbara Kobolt, quando me deparei com uma matéria sobre um consultor de Recursos Humanos chamado Ary Itnem Witacker que saiu andando pela Avenida Paulista na semana passada com um cartaz com a frase "Dá um abraço?". Não sei se foi por causa do cartaz ou se foi por causa da câmera ali presente, mas o cara acabou ganhando um monte de abraços, a maioria de homens, e até alguns beijinhos.
Na verdade, trata-se de uma iniciativa de profissionais europeus que criaram o "minuto do abraço", pelo qual pretendem aproximar os funcionários de uma empresa através do contato físico e, assim, eliminando a distância entre eles, diminuir o stress e aumentar sua produtividade.
Como não sou preconceituoso, sequer vou comentar o tamanho da viadagem que vejo nessa estupidez. Prefiro me ater à imensa falta de higiene do procedimento.
Imagine só: você acorda cedinho pra trabalhar, toma um bom banho, escova os dentes, passa um desodorante, veste uma roupa limpinha, penteia o cabelo e sai todo belo. Aí, logo na largada, chegando no escritório, seu chefe convoca todo mundo e declara aberto o "minuto do abraço".
Pronto...que notícia boa. Aquele seu perfume caro já era. Você vai passar o dia todo fedendo um misto dos perfumes baratos de todos os seus colegas de trabalho, inclusive daqueles que não gostam muito de tomar banho.
O seu penteado já era, porque em toda empresa há um chato que não fica satisfeito com um simples abraço e acaba sacudindo seu cabelo, acreditando piamente que isso é um gesto agradável. Além disso, há uma grande probabilidade de você pegar piolhos.
Sua roupa? Já era também. Ela vai ser presenteada com uma imensa transmissão de poeira, ácaros, suor, cc, caspa, cabelos, etc. Se você estiver vestindo branco, aí fudeu de vez.
Sinceramente, acho essa idéia uma das maiores idiotices que já vi na vida. Por isso mesmo sugiro que seja criado o "minuto do strip", a partir do qual todas as gostosas do escritório são convocadas a subir em suas respectivas mesas e tirar a roupa em um minuto. Tenho certeza que essa iniciativa vai aumentar a produtividade e o astral dos funcionários. Para tornar a coisa ainda mais agradável, sugiro mesclar o "minuto do strip" com o "minuto da cerveja".
Pronto...um minuto de lazer verdadeiramente masculino pra eliminar o stress e aumentar a produtividade, ao invés dessa viadagem de abraço.

7 comentários:

Suil disse...

Pense assim: Hoje é quinta, um dia ideal para se envolver com bebida, de todas as variedades e modalidades, foda-se então, tome alguma coisa que todo pensamento ruim, tristeza, desânimo passará, eu farei isso hoje, com certeza...Ahahahahah

NECAXA 2 X 1 São Paulo
Ahahahahahahah

Rodrigo Araujo disse...

Hahahahahaha, tô contigo Lestat.

Rodrigo Araujo disse...

PS. Não vou te cornetear, não estou em posição de fazer isto.

Anônimo disse...

bixona...nao quer despentear o cabelo é sua bixinha?...a boneca vai pro trabalho toda limpinha e perfumada e nao quer ser prejudicada com mistura com perfumes baratos? ara..vira home seu puto...o final quer dizer ser macho, mas pelo txto se ve ser um grande boi...BOIOLÃO!!!

Lestat disse...

anonimo - esse é seu nome mesmo? volte sempre.

Anônimo disse...

viadao

Belegorn disse...

Concordo com o minuto do strip e o minuto da cerveja agora q ehh uma viadagem se preocupar com o cabelo e a roupa a ponto de não querer abraçar aquele monte de gostosa q tem no trabalho.... apruma tua vida homi.
vai procurar uma mulher e tenta ser me nos biba.