2 de set de 2010

MANCADA DO CQC



Na estréia do filme "Bellini e o Demônio", o CQC compareceu, como é de costume. Muito legal a matéria, o apoio ao cinema nacional e a hilária gozação com a figuração do Marco Luque, mas, aos 03:40, uma mancada enorme do Rafael Cortez, que fez uma piada um tanto quanto sem graça com o ator Fábio Assunção, protagonista da pelicula. O pessoal do CQC já está exagerando. Com doença não se brinca, galera.

5 comentários:

Anônimo disse...

Doença? Acho que não. Isso chama-se vício, que nada mais é do que o hábito de proceder mal.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo acima. Tenho certeza de que quando ele começou a se envolver com entorpecentes, já tinha consciência que era prejudicial a sua saúde e que poderia se tornar um viciado (Mamãe disse, Papai disse, Vovó disse, Vovô disse, Professor disse, Televisão disse, Rádio disse, Jornal disse, etc, etc, e etc.). Ou ele se achou "o" espertão e os outros que já se fuderam com isso antes dele eram o que?

Pascoal disse...

Babaquinhas anônimos de Plantão, vcs assistiram a porra do vídeo?

Piada muito sem graça do Cortez.

E, vão pastar com esse discursinho politicamente correto do caraio.

Anônimo disse...

A piada é mesmo sem graça. Agora o cara se entupir de drogas por vontade própria (sabendo dos riscos, etc. e etc.) e chamar essa parva e deplorável atitude de doença, é de lascar hein...

Mas não é nada não, sempre tem aquela saída que a culpa é do papai, da mamãe, da sociedade... Ah! Basta reconhecer que ele foi um idiota, fraco e sem caráter por entrar nessa e ponto. O resto é resto e mera consequência que, aliás, deveria estar preparado quando resolveu se embrenhar nessa m*rda.

Se achou o espertão quando começou e depois que aconteceu o que até uma criança de 8 anos sabe, se faz de vítima e, pior, acham que o mané é doente. VSF!

Fernandinho Beira Mar disse...

Não acho droga ruim não... pelo contrário!